LARANJA MECÂNICA PT. I

Graças a enquete e o número de votos segue o assunto escolhido: A Laranja Mecânica (A Clockwork Orange). Um filme de 1971, dirigido por Stanley Kubrick, adaptação do romance homônimo de 1962 de Anthony Burgess. Laranja Mecânica tornou-se um clássico do cinema mundial e um dos filmes mais famosos e influentes de Kubrick. O orçamento total do filme foi de apenas 2,2 milhões de dólares.

A história se passa em uma Inglaterra de 1995 (Futurista para a época) e mostra a vida de um jovem de 15 anos, chamado Alex DeLarge, onde o protagonista tem um gosto variado da música clássica deBeethoven à estupro e ultraviolência. Para praticar seus atos nada bondosos, ele conta conta com a ajuda de uma gang de arruaceiros, aos quais se refere como “droogs” (palavra originária do russo druk, amigo).

Uma das cenas marcantes da produção é quando Alex leva seus droogs a invadir uma casa, golpeiam um escritor que vive nela e estupram a sua esposa, ao mesmo tempo que praticava a ultravilência, cantava Singin’ in the Rain.

Em uma de suas ações Alex é capturado durante um assalto e traído por seus droogs.. Depois de ser preso, descobre que a vítima do roubo morreu e é sentenciado a 14 anos de prisão. Após cumprir dois anos de prisão, ele consegue a liberdade condicional, e se submete ao tratamento Ludovico (Baseado em Ludwig Van de Beethoven) , uma terapia experimental, desenvolvida pelo governo como estratégia para deter o crime na sociedade.

O tratamento consiste em ser exposto a formas extremas de violência, como ver um filme com cenas de guerra, morte. Alex é drogado antes de ver os filmes, para que associe as ações violentas com a dor lhe é provocada. Devido a isso, o tratamento o torna incapaz de qualquer ato de violência, além de não conseguir ouvir a 9ª Sinfonia de Beethoven.

Com sua saída da prisão ele encontra um mundo bem diferente do que entrou. É desalojado por seus pais, atacado por velhas vítimas e por dois de seus antigos droogs (agora policiais). Por causa dos problemas o Droog –Mor tenta até se matar.

O tratamento Ludovico tinha o objetivo de acabar com os supostos criminosos, e não com a propria violência em si, foi um método encontrado por um governo totalitário que não tinha mais o que fazer com um mundo cada vez mais violento. Mesmo sendo um filme antigo, o cenário não é diferente do que é encontrado no mundo atual.Em entrevista a Geneton Moraes em 1985, o autor Anthony Burgess fala dos efeitos que A Laranja Mecânica teve. “Eu soube que houve dificuldades com o livro e com o filme no Brasil, assim como na Argentina. É que os Estados não gostam do livro. O Estado reconhece que a “Laranja Mecânica” ataca o poder dos governos”. Na época de lançamento tanto Brasil, como Argentina enfrentavam um governo ditatorial.

Aguardem a segunda parte no próximo post de La Poderosa!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s