KACAU GOMES

34542_1553560597580_1192115982_1554675_4760624_n 
Jekyll & Hyde – O Médico e o Monstro está em cartaz no Teatro Bradesco na cidade de São Paulo. Uma das personagens principais é Lucy Harris, interpretada por Kacau Gomes.
Com bom humor e simpatia, momentos antes de mais uma apresentação, a atriz falou sobre o musical, sua carreira no teatro, além também do seu lado musical.
Leia a entrevista abaixo.
fto_ft2_8920 ClickCultural – Fale um pouco sobre sua personagem a Lucy Harris. Ela é um dos destaques de Jekyll & Hyde – O Médico e o Monstro e tem uma participação importante na história do espetáculo.

Kacau Gomes – A Lucy Harris é uma prostituta, na época da peça não existiam muitas opções para as pessoas que não tinham dinheiro. Essa vida que ela escolheu foi uma maneira de não passar fome. Nós ficamos dois meses ensaiando, na primeira semana buscamos saber quem eram esses personagens, como eles chegaram ao ponto de partida que é o espetáculo. Chegamos à conclusão, que a minha personagem deve ter chegado a esse prostíbulo com 4 ou 5 anos, as crianças tinham um trabalho escravo, limpavam a casa. Acredito que os pais da Lucy eram amigos da pessoa que toma conta do bordel, e por um acerto de família ou outro motivo, ela acabou parando no prostíbulo. Quando teve sua primeira menstruação e ganhou um corpo legal, entrou para essa vida. As pessoas que eram da classe baixa tinham uma vida sofrida.

ClickCultural – A Lucy Harris também se revelou que é uma mulher que sonha, tem seus objetivos…

Kacau Gomes – Minha personagem não é uma meretriz por si só. Ela tem algo especial, conta histórias para as pessoas que vão ao prostíbulo, essa era uma maneira de observar quem estava na casa e escolher quem era novato ou pudesse dar mais dinheiro. Mas, ela também se esconde um pouco, pois ela é uma mulher comum, que também sonha em se casar, ter filhos. A primeira apresentação dela traz uma mulher mais imponente no Rato Rubro, com o decorrer da trama a verdade vai se revelando. Ela acaba se apaixonando por Henry Jekyll (Nando Prado), que foi o único a tratá-la como um ser humano de verdade.37677_1152775676338_1736067610_305570_6392666_n 
ClickCultural – Apesar de estar comprometido com Emma Carew (Kiara Sasso), o Henry Jekyll (Nando Prado) pode se dizer que ficou mexido com a Lucy Harris?

Kacau Gomes – Com certeza, ele sentiu alguma coisa por ela, tanto que o Edward Hyde [Alter-ego do mal de Henry Jekyll] vai procurar a Lucy Harris.
37677_1152775636337_1736067610_305569_8019340_n ClickCultural – Como em Jekyll & Hyde – O Médico e o Monstro, você acha que o ser humano tem seu lado do bem e do mal?

Kacau Gomes – Com certeza, o ser humano vive com essa dualidade. Tem dias que você acorda de mau humor ou você está em uma paz. No mesmo dia, você consegue ter os dois lados. O espetáculo é basicamente isso, mostrar que cada um tem seu lado do bem e do mal.
ClickCultural – Em sua carreira, você já passou por Beatles num Céu de Diamantes, Godspell, Tudo é Jazz, agora Jekyll & Hyde – O Médico e o Monstro. Como você entrou no mundo do teatro?

Kacau Gomes – Comecei muito cedo profissionalmente, aos 15 anos na verdade. A primeira peça em que atuei foi Sinos da Candelária, que mostrava a chacina que ocorreu no Rio de Janeiro. Foi um trabalho bastante significativo, pois decidi que era aquilo que queria fazer na vida. Tive companheiros importantes nessa peça como o André Marques e o Thiago Fragoso. Logo depois, fiz Ridículo Amor com Camila Pitanga, Eduardo Moscovis, Rodrigo Santoro.
34542_1553560757584_1192115982_1554679_526510_nClickCultural – Você também fez algumas dublagens em animações…

Kacau Gomes – Sim, na minha carreira abri um leque de uma maneira muito bacana. Fiz dublagens para animações como Shrek, Mulan, Príncipe do Egito, A Princesa e O Sapo, Hércules, O Rei Leão. Além disso, fiz turnês com cantores como Marisa Monte, Ivete Sangalo, Ed Motta, Carlinhos Brown, também tenho meus trabalhos em carreira solo. Sempre estava fazendo algo, seja na dublagem, na música ou nos palcos.37677_1152775516334_1736067610_305566_447698_nClickCultural – Sua carreira é bem diversificada…

Kacau Gomes – Nesse meio, existem muitas pessoas talentosas, de fato foi um conjunto de sorte, perseverança, nunca desistir. Meus pais já perceberam esse meu lado desde criança e sempre me deram força, não me imagino fazendo qualquer coisa a não ser ligado à arte. Cheguei a fazer faculdade de canto lírico.
37266_1149682959022_1736067610_299164_3750838_nClickCultural – Entretanto, deu para perceber que sua influência musical abrange várias vertentes.

Kacau Gomes – Apesar de a minha base ser de canto lírico, eu gosto muito de black, funk, soul. O espetáculo O Médico e o Monstro está sendo um grande presente, pois mesmo no universo da Broadway, estou cantando da minha maneira, não estou usando a técnica do lírico. Eu gosto de trabalhar com a emoção, isso acaba dando um toque diferencial, a técnica uso quando estou doente. Estou muito feliz com esse espetáculo, todos que estão aqui são feras.
ClickCultural – Você tem planos para gravar mais um trabalho solo?

Kacau Gomes – Eu não fecho as portas para nada, estou adorando o Jekyll & Hyde, espero que fiquemos em cartaz por bastante tempo. O futuro só a Deus pertence [Risos].
*Trabalho Feito Para  ClickCultural
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s