DESTRUIÇÃO E CONSTRUÇÃO

Sem Título-1 A construção de O Vencedor e a destruição de Cisne Negro

Os dois filmes estão em evidência, pois estrearam recentemente e estão na corrida ao Oscar 2011. O Vencedor concorre em 6 categorias como Melhor Filme, Melhor Diretor com David O. Russell, Melhor ator coadjuvante com Christian Bale, Melhor atriz coadjuvante com Amy Adams e Melissa Leo, Melhor roteiro original e Melhor montagem.
Cisne Negro disputa 5 estatuetas como Melhor Filme, Melhor Diretor com Darren Aronovsky, Melhor Atriz com Natalie Portman, Melhor fotografia e Melhor montagem.

The-Fighter-IMG-2 O Vencedor

O filme mostra a história verídica do boxeador Mickey Ward (Wahlberg) até o título mundial dos pesos-leves. Ao seu lado, está seu irmão Dickie Eklund (Christian Bale), um ex-lutador que se transforma em treinador e quase perde a vida para o crack e o crime. 
Christian Bale incorporou literalmente o papel, perdeu peso, faz sons estranhos com a boca, movimentos bizarros com os olhos, seu personagem tem vários tiques. Dickie Eklund está no fundo poço, entretanto ele não enxerga a realidade, ainda se gaba por ter derrubado o famoso boxeador Sugar Ray Leonard em 1978. Ao mesmo tempo, sua mãe reforça essa ideia de ocultar a verdade nua e crua. Quem acaba se prejudicando com essa atitude é o próprio Mickey Ward.
  the_fighterEle vive perdendo lutas, principalmente pela má administração de sua carreira por Dickie e sua mãe. Em uma das cenas em que o crack se revela mortal, o personagem de Bale até solta a voz com “I Started a Joke“, do Bee Gees. A música simboliza bem o rumo da vida que ele tem vivido durante os anos.
“I started a joke
Which started the whole world crying
But I didn’t see
That the joke was on me”
“Eu comecei uma piada
Que fez o mundo inteiro chorar
Mas eu não vi
Que a piada era sobre mim” Christian-Bale-The-Fighter_gallery_primary
As cenas de luta não têm cara de filme e sim de um confronto ao vivo na TV. As imagens, narrações e os dados que aparecem na tela deram mais realidade. Já Mickey Ward com a ajuda de amigos e sua namorada Charlene (Amy Adams)  tenta construir sua carreira nos ringues sem a interferência de sua família e encontrar seu próprio caminho.
Cisne Negro

black-swan-movie-wallpaper-1-903802
Black_Swan_movie_poster_4 Esse longa é a “menina dos olhos” da carreira de Natalie Portman. Darren Aronovsky apostou não só no drama psicológico, mas também no terror. Em vários momentos não se sabe o que é real ou imaginário na vida de Nina Sayers.
A bailarina conseguiu o lugar da personagem de Winona Ryder na preferência do dono da companhia de Thomas Leroy (Vincent Cassel). Contudo, ela se sente incomodada com uma rival mais jovem Lilly (Mila Kunis).
Mesmo ganhando destaque na Cia de balé, a protagonista se desintegra cada vez mais, até mesmo seu corpo parece não aguentar. Aronovsky escolheu bem ao retratar o martírio da bailarina através da unha se quebrando, o barulho do corpo ao tentar executar o movimento perfeito. Esses detalhes deram mais ênfase no sofrimento da atuação de Natalie Portman. 
IMG_7135.CR2 
Quando Nina deixa de lado a pureza e fragilidade do cisne branco e incorpora o cisne negro, as mudanças não acontecem somente na questão emocional. O lado físico se altera em seguida, a personagem de Portman muda a voz, o olhar, a postura. Suas ações ganham até um ar shakespeariano, como Macbeth, para se chegar ao topo fez o que tinha que fazer, independentemente das consequências, mesmo que isso acabe na propria destruição.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s