127 HORAS

127-Hours-Wallpapers-2 James Franco já atuou em uma lista extensa de filmes como na trilogia do Homem-Aranha ao viver Harry Osborn, entretanto é em 127 Horas que ele mostra o ápice de sua interpretação. Talvez, ele nem ganhe o Oscar, mas este seu trabalho comprova que ele será um dos nomes fortes na nova safra de Hollywood.127-Hours-04
poster-127-hours A trama é uma história verídica, baseada no livro “Between a Rock and a Hard Place”, e conta a história real do alpinista Aron Ralston, que, em maio de 2003, durante uma escalada no Estado de Utah, nos EUA, teve seu braço preso embaixo de uma rocha por cinco dias, ou seja, 127 horas, como sugere o próprio título.
Logo no início, as cenas retratam o protagonista acertando os últimos detalhes para mais uma de suas aventuras. A música descontraída e o vai e vem do personagem para arrumar a mochila com equipamentos são ocultados por um breve close de um canivete suíço, que seria esquecido.
Nesse pequeno detalhe, o diretor Danny Boyle já revela que esse descuido por ora não era nada, contudo seria um problema futuramente. Aliás, o roteiro foi escrito Simon Beaufoy, que repete a parceria de  Quem Quer Ser Um Milionário? com o diretor.

127 HoursAron Ralston resolveu viver em seu próprio mundo, não deixando espaço para outros participarem dele. Sua única interação social é ao ajudar duas garotas que estavam perdidas pelo Canyon. Uma de suas frases quando se dirigia para suas companhias femininas serviram como um prelúdio do que estaria por vir:
“Elas [As Pedras] sempre estão em movimento, só resta torcer para que não seja agora”127-Hours-20Mesmo com sua experiência, em uma manobra arriscada dentro de uma fenda, uma pedra127-Hours_Poster-4  se desloca e esmaga seu braço direito, além de deixá-lo preso (E agora cada o canivete suíço?). A partir deste momento, o personagem tenta encontrar uma solução para se desvencilhar da rocha. Ele luta contra o tempo e com a escassez da água e da comida. Ninguém imagina o local de seu paradeiro, pois não avisou qualquer alma viva que faria esta expedição. Ao mesmo tempo, a localização não ajuda, sua companhia são apenas os abutres que fazem um voo de vez em quando. Boyle foi corajoso ao apostar em um cara que fica inerte, sem poder se mover para qualquer lugar, as chances do enredo perder o clima e ficar estagnado eram grandes, todavia o resultado é mais do que positivo.
Com todas suas tentativas falhas, Aron vai se entregando aos poucos, sua vida passa diante dos seus olhos, lembra das comidas mais gostosas, daqueles comercias que sempre traziam consigo uma bebida gelada e refrescante. Sua mente abre espaço para aquela garota com quem se apaixonou, porém inexplicavelmente saiu de seu caminho, aquele telefonema da própria mãe que não atendeu. O personagem de James Franco grava tudo com sua câmera, seus momentos de solidão causam devaneios, a imaginação de Ralston chega apregar algumas peças nele próprio.127-Hours-16Apesar das circunstâncias contrárias, o protagonista não cai no desespero. Ele faz até piadas consigo mesmo, criando até um talk-show, funcionando quase como um monólogo. A filmagem com as gotículas de água indo embora de seu cantil deram ainda mais dramaticidade. Fato que seria mais enfatizado quando o personagem decide amputar o próprio braço, pois essa iniciativa daria sua única chance de sobrevivência. Carismático, dramático, engraçado, James Franco passa pelos extremos com maestria até atingir o renascimento. Pode se dizer que o personagem sempre seguiu sua linha de raciocínio: “Don’t Give Up Aaron, Don’t Give Up Aaron”, ou seja, “Não desista Aaron, Não desista Aaron”.127hours2010720px264300Na edição de 2011 do Oscar, o longa concorre em seis categorias: Melhor Filme, Melhor ator com James Franco, Melhor roteiro adaptado, Melhor montagem, Melhor trilha sonora com A.R. Rahman e Melhor canção original com I See the Light.
Anúncios

Uma resposta em “127 HORAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s