JANELA INDISCRETA

rear3Jeff é um fotógrafo que sempre procurou ir atrás de belas imagens, não importa o lugar,  mesmo que ele estivesse em um local de difícil acesso. O filme não entrega, mas através de uma bela abertura, tudo indica que foi em uma dessas aventuras que o personagem de James Stewart quebrou sua perna.rear-window-original
Antes ele era um homem ativo, todavia agora não pode sair do lugar. Sua única distração194579.1020.A é olhar pela sua Janela Indiscreta e observar os vizinhos que moram em um prédio em frente. 
É nesse momento que ele começa a acompanhar um verdadeiro mundo à sua frente: o cotidiano de uma mulher que sofre com a solidão, um compositor que não engata nenhum sucesso, um casal recém-casado que não sai da cama, uma estranha artista, uma dançarina que esbanja sensualidade…
Ao mesmo tempo, o protagonista fica intrigado com o senhor Thorwald que age de forma estranha. Jeff desconfia que esse homem matou e escondeu o corpo da própria mulher. Todas essas conclusões são tiradas a partir da espionagem realizada pelo personagem. Não existem provas conclusivas de que esse fato realmente aconteceu. Todas as cenas acontecem do ponto de vista do papel interpretado por James Stewart.


1083_1033121893450-050-23281F17 O longa se desenvolve como se fosse um filme mudo, totalmente aberto a interpretações, a ideia da pura expressão cinematografica. A vizinhança seria a tela e Jeff seria o expectador. Janela Indiscreta é o desenrolar de duas ficções, onde uma coincidência de imagens serve para compor uma verdade.
Com o passar do tempo, o protagonista começa até a convencer sua namorada, Lisa Carol Freemont, sobre suas ideias do suposto assassinato. Grace Kelly mostra seu charme em mais essa atuação, evidenciando essa fixação de Hitchcock pelas loiras.
Não é só ela que se convence do fato, a enfermeira Stella também entra no mesmo barco. E juntos todos formam uma plateia para acompanhar essa história que se desdobra em frente aos próprios olhos. Jeff chega ao ponto de usar sua teleobjetiva  para não perder nenhum momento sequer. Um exercício completo de voyeurismo, onde o mestre do suspense brinca mais uma vez com essa questão de verdade e do verossímil.
Anúncios

Uma resposta em “JANELA INDISCRETA

  1. Pingback: DUBLÊ DE CORPO | LA PODEROSA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s