3 ANOS DE LA PODEROSA


Obrigado a todos
que visitam esse blog sempre ou de vez em quando. “Ao infinito e
Além”!

Tuas mãos


Quando tuas mãos saem,


amada, para as minhas,


o que me trazem voando?


Por que se detiveram


em minha boca, súbitas,


e por que as reconheço


como se outrora então


as tivesse tocado,


como se antes de ser


houvessem percorrido


minha fronte e a cintura?


Sua maciez chegava


voando por sobre o tempo,


sobre o mar, sobre o fumo,


e sobre a primavera,


e quando colocaste


tuas mãos em meu peito,


reconheci essas asas


de paloma dourada,


reconheci essa argila


e a cor suave do trigo.

A minha vida toda


eu andei procurando-as.


Subi muitas escadas,


cruzei os recifes,


os trens me transportaram,


as águas me trouxeram,


e na pele das uvas


achei que te tocava.


De repente a madeira


me trouxe o teu contacto,


a amêndoa me anunciava


suavidades secretas,


até que as tuas mãos


envolveram meu peito


e ali como duas asas


repousaram da viagem.

                                                                           Pablo Neruda

Anúncios

Uma resposta em “3 ANOS DE LA PODEROSA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s