CLINT: O IMPLACÁVEL

 celso-roth-observa-o-jogo1
Definitivamente, o Brasil entrou na rota de grandes mostras. John Ford, Alfred Hitchcock, David Cronenberg, Vincent Minelli, Nicholas Ray foram alguns nomes que tiveram suas obras apresentadas em película como deve ser feito. Agora é a vez de Clint Eastwood Clássico e Implacável. Uma chance de ver e rever a obra desse estimado cineasta. Em seu cinema, não existe apenas um homem com uma arma na mão disposto a fazer justiça a qualquer custo. Seus filmes têm um lado sensível e abrem reflexões sobre o tempo e a vida, uma filmografia pluralista.
Sua primeira investida na direção é Perversa Paixão (Play Mist For Me) de 1971. Na trama, Dave (Clint Eastwood) é um locutor sedutor que perdeu a namorada (Donna Mills) por causa de suas traições. Na cidade de Carmel, ele vive sua rotina de passeios noturnos pelo circuito de bares e cantadas picantes dirigidas às ouvintes que escutam as cinco horas diárias de seu programa.
play-misty-for-me
Quando ele sai com Evelyn (Jessica Walter), uma de suas fãs, um caso – que pa51N4DbYukRL._SX500_recia apenas mais um de sua longa lista – acaba virando uma história de pura obsessão e loucura. Dave se encontra com uma mulher que está disposta a tudo para ficar com ele. No filme, Clint começa a investir para criar sua própria linguagem. Durante as cenas são mostradas influências claras de Hitchcock. Suspense, close-ups em olhares para enfatizar tensão são algumas de suas artimanhas.
No fim, Eastwood mostra seu punho de aço que o consagrou em diversos personagens. De certa forma, o diretor já coloca uma de suas paixões na trama. O jazz é inserido em um evento frequentado pelos protagonistas.
Em suas ultimas produções, Clint fez questão de compor as próprias trilhas sonoras. A boa música sempre teve espaço em seus longas.
Vale destacar A Última Canção (1982) e Bird (1988).
Em A Última Canção, Clint vive Red Stovall, um apaixonado pela música e whisky que decide correr atrás de seu maior sonho: tornar-se um grande cantor country.
A história se passa no período pós Grande Depressão, onde o protagonista tenta ganhar a vida com sua música, contra a maré e contra sua doença (tuberculose) cada vez mais crescente. O personagem é vulnerável, um dos poucos que o durão incorporou na sua longa vida na sétima arte.
bird-1988-07-gBird é a cinebiografia e tributo ao saxofonista Charlie Parker. O músico é símbolo do jazz, uma das maiores influências do gênero e ganhou a interpretação de Forest Whitaker. Cada cena se preocupou em encontrar o lado certo do virtuosismo e das notas desse ícone musical. Ao mesmo tempo, faz um relato dramático de uma época que o jazz custava “pegar” no gosto do público, além do protagonista enfrentar o caminho das drogas e da bebida. Além da paixão musical, os longas também se destacam pelo tom melancólico.
Eastwood é um admirador declarado do estilo, o que gerou uma participação em dos episódios do documentário Piano Blues de Martin Scorsese.
flags-of-our-fathers
Grandes temas históricos também fazem parte de sua partitura, A Conquista da Honra e Cartas de Iwo Jima (2006) são exemplos recentes desta afirmação. O diretor trouxe dois olhares para um mesmo conflito entre americanos e japoneses.
2007101 Iwo Jima Matsuzaki and Ninomiya
O primeiro revela o que está por trás daquele heroísmo vendido após a Segunda Guerra Mundial. A perda de amigos em combate, a distância da família e o esquecimento no pós-guerra são os motes principais que deixam de lado o nacionalismo exagerado de outras produções do mesmo gênero. O segundo é uma homenagem aos japoneses que sempre mantiveram a coragem e enfrentaram os mesmos dilemas e tempos difíceis dos marines.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s