ENCONTROS E DESENCONTROS

charlotte-bob-lost-in-translation-1041684_1800_1143poster1Em certos momentos, o cinema nos brinda com uma bela história. Encontros e Desencontros é um exemplo perfeito, um filme de Sophia Coppola feito na medida certa. Apesar dos pôsteres, o filme não é um romance convencional, a trama é focada em dois personagens que se unem através da solidão e melancolia. Um tema também explorado no recente Um lugar Qualquer.

A cidade de Tóquio está cinzenta e sob chuva. O consagrado ator Bob Harris (Bill Murray) está na cidade, veio gravar uma propaganda de Whisky. Mais uma das obrigações que seu contrato pop star demanda. Ele é um peixe fora d’água, a cena do elevador enfatiza ao máximo essa afirmação. Não se encontra, está perdido, o diretor da campanha publicitária dá urros para tentar explicar o que deseja ver. Bob está alheio a tudo isso, não vê a hora de se livrar desse simulacro da realidade, nada lhe traz qualquer tipo de identificação.

translationJá Charlotte (Scarlett Johansson) parece não ter vontade nem de levantar da cama. Ela faz companhia para seu marido (Giovanni Ribisi), um fotógrafo de celebridades. Na verdade, a maior parte do tempo ela acompanha mesmo é a solidão e o silêncio. Na janela, ela espia um mundo que não lhe pertence.

Ambos não conseguem dormir em função do fuso horário, elas são peças que não se encaixam em um quebra-cabeça. Porém, o destino vazio de ambos se entrelaça no bar de um hotel. É o único momento que os dois encontram algum tipo de identificação em todo o percurso. 500fullNão é o fato de estar em um país totalmente diferente que deixa os personagens totalmente deslocados, a única explicação para isso é a própria vida. A falta de empatia pelo mundo ao seu redor poderia ser sentida em qualquer lugar do planeta. A única coisa que Bob e sua mulher têm para conversar é a cor da tapeçaria de casa. Por ironia, Charlotte foi para o Japão acompanhar seu marido e não ficar sozinha.

O título original é Lost in Translation, uma expressão que representa a parte cultural de palavras ou frases que se perde quando é traduzida para outra língua. Uma metáfora para a dificuldade dos personagens de serem compreendidas na cidade de Tóquio, mesmo nos momentos em que estão na companhia de tradutores.

Encontros e Desencontros é uma história de amor, mas sem romance, um longa que se preocupou em não filmar os momentos cheios de flores da vida. O objeto foi ir atrás das trivialidades, da melancolia, da realidade vazia. Em busca de uma verdade.

Vale destacar a bela trilha sonora!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s