ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ

 no-country-for-old-men

nocountryNo oeste do Texas, na década de 1980, um veterano do Vietnã, Llewelyn Moss (Josh Brolin), está no meio do deserto quando tropeça em alguns corpos em estado de putrefação. Junto com os mortos, encontra uma grande quantidade de heroína e uma mala com dois milhões de dólares.

Uma descoberta que pode melhorar sua vida para melhor ou pior. A partir deste momento, Onde Os Fracos Não Têm Vez não vira um filme de perseguição, é um embate entre o velho e o novo, uma reflexão sobre a moralidade do passado esquecida nos tempos contemporâneos. Essa é uma adaptação do romance homônimo de 2005 do estadunidense Cormac McCarthy. Mais uma produção com direção e roteiro de Ethan e Joel Cohen.

no-country-for-old-men-4Anton Chigurh (Javier Bardem) é o responsável por ir atrás dessa caçada pelo dinheiro. Entre eles está o xerife Ed Tom (Tommy Lee Jones), um mediador, uma ponte que procura encontrar o caminho dos dois.

brolinO filme pode ser considerado um road movie, não no sentido em que os personagens envolvidos se encontram após passar por várias experiências. Mas, por eles estarem sempre em deslocamento (Walk Movie). Um Western? O público espera ansiosamente pelo duelo final entre Anton e Moss. O silêncio das cenas é quebrado pelo som das esporas.

Apesar dessa última característica, não há uma busca pela colonização do Oeste. Existe um Oeste novo em que o xerife simplesmente não entende. O que é essa toda barbárie? Ele era do tempo em que os homens da lei não usavam armas. Sua perplexidade pela situação supera o seu trabalho de encontrar a dupla. Seu olhar fica sempre em direção ao horizonte, procurando uma direção que parece ter sumido para sempre.

Por mais que Llewelyn Moss tem jeito característico do herói do faroeste, ele é um ser humano errante. Isso já se revela na cena de abertura quando erra o tiro ao disparar contra um veado parado em uma caçada. Já Anton é a encarnação do Mal, da Morte ou até mesmo do Demônio em pessoa. Ele não usa uma arma, utiliza um instrumento de ar comprimido (Aparelho para matar gado) para acabar com a vida de qualquer um que passar pela frente. É uma extensão das sombras, a escuridão é seu habitat. Não é à toa que Carson Wells (Woody Harrelson) o compara com a peste bubônica.

nocountry_110907_300Em sua primeira cena, ele mata um policial ao sufoca-lo com suas algemas e espalhar sangue por todos os lados. O ato é realizado com extremo sangue frio como se estivesse assistindo um programa na TV. Ele toma leite, mas não existe um menor senso de humor. Anton não é um serial killer, sua principal função é “matar tudo que anda ou rasteja”, como diria William Munny (Clint Eastwood) em Os Imperdoáveis.

Pelas rodovias e estradas, os protagonistas não tem um encontro frente a frente, algo que não diminui a intensidade da trama. Talvez, o maior duelo fica por conta do personagem de Javier Bardem e da mulher Carla Jean (Kelly Macdonald). Ela fala que Anton tem que assumir suas responsabilidades, a vida não é decidida pela moeda (Cara ou Coroa). Chigurh tem o dom de dar e tirar a vida das pessoas, isso o desumaniza, seu corpo fica afundado em uma poltrona e o rosto pálido se sobressai. Ninguém reconhece seu sotaque, seus costumes, ele é de lugar nenhum.

Durante a perseguição, Bell escuta as histórias sanguinárias pelas estradas. O que é verdade? São as pistas que ele encontra ou os atos de carnificina que ele ouve? Como diria um dos policiais “You can’t stop what’s comin” (Você não pode parar o que está vindo). Seria a chegada do demoníaco Anton ou da violência que assola os dias atuais?

O título em inglês No Country For Old Man exprime bem essa ideia de que Bell é um homem que não pertence a esse mundo moderno e fragmentado. Os Cohen deixam de lado seu característico humor negro para dar lugar a um amargo olhar para a sociedade dos dias de hoje.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s