SHAKESPEARE IN CIRCUS

PalcoDepois de circular por mais de 27 cidades, de 18 estados, das cinco regiões do país, o grupo de teatro Clowns de Shakespeare, do Rio Grande do Norte, estreia em São Paulo temporada do espetáculo Sua Incelença, Ricardo III, dirigido por Gabriel Villela. Entre 25 de julho e 16 de agosto o espetáculo será apresentado no SESC Belenzinho.

Uma das peças históricas de William Shakespeare, o espetáculo foi gestado em pesquisa de três anos de duração, depois foi apresentado pela primeira vez em Natal em 2010 e já passou pelos principais festivais do Brasil, como o FIT – Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto, FILO, TEMPO, FIT/BH e o Porto Alegre em Cena, além do Santiago a Mil, no Chile, o mais importante festival da América Latina. A estreia nacional aconteceu em março de 2011, na abertura do Festival de Curitiba.

A cidade de Acari, na região do Seridó, sertão potiguar, serviu de inspiração e fonte de pesquisa para a construção do espetáculo, fruto do encontro dos Clowns de Shakespeare com o diretor mineiro Gabriel Villela.

A forma como o protagonista, ardilosamente, elimina seus concorrentes à coroa para chegar ao poder, abraçando em um dia e matando no outro, é muito familiar às referências políticas do povo brasileiro, do coronelismo e da perpetuação das famílias no poder.

Agregando valor ao universo da música nordestina, o rock clássico inglês traz um tempero especial que conecta a Inglaterra Elisabetana com o Nordeste brasileiro contemporâneo, com citações de bandas como Queen e Supertramp.

Leva a assinatura de Gabriel Villela e do artesão Shicó do Mamulengo (do município de Assu, também responsável pelos adereços de Macbeth, em cartaz no Teatro Vivo) o figurino em couro, cipó e outros materiais típicos do Nordeste, misturados à seda, tecidos nobres do Sudeste e peças modernas de grifes internacionais. Além do figurino, o diretor utilizou outros recursos cênicos para bordar o espetáculo, como o picadeiro do circo, os palhaços mambembes e as carroças ciganas, criando um diálogo entre o sertão e a Inglaterra Elisabetana.

O espetáculo parte do texto Ricardo III, de William Shakespeare, e vai para as ruas por meio do universo lúdico do picadeiro do circo, dos palhaços mambembes, das carroças ciganas, criando um diálogo entre o sertão e a Inglaterra Elisabetana. A pesquisa musical, desenvolvida no trabalho, parte das “incelenças” (excelências), gênero musical tipicamente nordestino, usualmente atrelado aos costumes fúnebres da região, condição muito adequada à história de Ricardo, Duque de Gloucester, e sua trajetória de assassinatos e traições rumo à coroa da Inglaterra.

A peça

A história mostra as artimanhas que Ricardo III realiza contra a própria família para subir ao trono. Encenada pela primeira vez entre 1592 e 1593, com enorme sucesso, Ricardo III se passa no final da Guerra das Rosas, conflito sucessório pelo trono da Inglaterra ocorrido entre 1455 e 1485. No início do primeiro ato, Eduardo IV, yorkista, é rei; mas seu irmão Ricardo, Duque de Gloucester, planeja usurpar o trono, nem que para isso tenha que provocar intrigas, matar aliados, amigos e parentes e faltar com a própria palavra. No quesito vilão shakespeariano mais bem acabado e mais fascinante, Ricardo rivaliza com Iago, o vingativo personagem de Otelo.

O grupo

O grupo foi criado em 1993 com o objetivo de investigar a comicidade na obra do dramaturgo inglês. Sem se ater a maneirismos e convenções teatrais, a trupe potiguar se apropria de obras-primas como A Megera Domada, Sonhos de uma noite de verão e Noite de Reis e, sob a ótica do clown, as transforma em espetáculos surpreendentes. Para o grupo, a visão do palhaço é fundamental, pois subverte a lógica do senso comum, transforma o problema em presente e, pelo caminho do riso, destila toda a sua acidez crítica.

Sua Incelença, Ricardo IIIDe 25 de julho a 16 de agosto. SESC Belenzinhoterça a quinta, 20h30. Texto original de William Shakespeare. Adaptação dramatúrgica de Fernando Yamamoto. Com Clowns de Shakespeare (Camille Carvalho, Diana Ramos, Dudu Galvão, César Ferrario, Joel Monteiro, Marco França, Renata Kaiser, Nara Kelly e Titina Medeiros). Cenário de Ronaldo Costa. O Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare é patrocinado pela Petrobras. Duração de 90 minutos. Praça. Grátis. Retirada de ingresso uma hora antes do espetáculo (limitado a 2 por pessoa), na Bilheteria do SESC Belenzinho, condicionada à disponibilidade do espaço.

SESC Belenzinho – Rua Padre Adelino, 1.000. Belenzinho. Telefone: 11 2076-9700. Horário de funcionamento terça a sábado, das 9h às 22h, domingos e feriados, das 9h às 20h. Central de atendimento terça a sexta, das 9h às 21h30, sábados, domingos e feriados, das 9h às 19h30. Acessibilidade Universal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s