AH! O HOMEM ARANHA!

Spider-Man_350Pyxurzthe-amazing-spider-man-04A primeira trilogia dirigida por Sam Raimi tem seus méritos. O primeiro conseguiu transportar aquele personagem icônico dos quadrinhos para o cinema. O segundo pega todas as qualidades do filme original e as melhora ainda mais. Já o terceiro escorrega em uma trama que começou a ser filmada antes do roteiro finalizado. Agora em 2012, o personagem volta as telonas com um reboot, onde recomeça toda a história do herói e tenta construir uma nova roupagem, desta vez com a direção de Marc Webb e a interpretação de Andrew Garfield.

As cenas de luta são boas, em alguns momentos empolga, mas o filme peca em muitos aspectos. Diferentemente dos longas protagonizadas por Tobey Maguire, Peter Parker sofre pouco bullying, vira um piadista, anda de skate, tem lentes de contato, ou seja, ele está descolado. Na primeira versão, ele era a piada o que deixava a trama cômica, entregava pizzas, andava com uma moto velha, sempre atrasado, tudo dava errado, essa era a essência do personagem de Stan Lee e Steve Ditko.

O Espetacular Homem-Aranha aposta em um ponto pouco explorado na história do amigo da vizinhança: a questão dos pais de Peter Parker. De acordo com o filme, existe uma conspiração que acompanhará toda a trajetória do protagonista. Um foco que não é bem desenvolvido, além de ser deixado de lado em boa parte.

Dr-Curt-Connors-24Mai2012Homem-Aranha-poster-01mai2012A Tia May de Sally Field é apagada, Martin Sheen dá uma credibilidade maior ao Tio Ben. Porém, reiniciar uma história que foi levada para o cinema há uma década e praticamente repetir o mesmo trajeto em certas situações acaba empobrecendo a produção em si. Além disso, Peter consegue conquistar a Gwen Stacy (Emma Stone) de primeira, ou seja, aquele cara enganado ficou para trás. O Lagarto de Rhys Ifans tem um bom visual, garante algumas boas tomadas, mas é estranho um vilão viver em um esgoto que não possui um mínimo de sujeira.

O 3D não acrescenta em nada, o diretor introduziu cenas envolvendo câmera em primeira pessoa para dar um realismo. Uma cena aqui e acolá uma teia voa em direção à plateia…

Homem-Aranha não é um filme horrível, todavia é bem fraco. Confesso que torci para que fosse o contrário, contudo o longa deve se tornar mais uma franquia infinita cujo objetivo é fazer bons números de bilheteria. Uma pena, prestes a completar 50 anos, o personagem tem muita história para contar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s