RELATOS DA MOSTRA I: PEDRO ALMODÓVAR

kinogallery-la-piel-que-habito-6Pedro Almodóvar foi o homenageado desse ano, três longas do cineasta espanhol foram vistos em meio à maratona de 20 filmes: A Pele Que Habito (2011), Carne Trêmula (1997) e Que Fiz Eu Para Merecer Isto? (1984). Cada filme se passa em uma época diferente que revela os pontos positivos e negativos do diretor.

A Pele Que Habito mostra Robert Ledgard (Antonio Banderas), um cirurgião plástico atormentado por tragédias passadas que desenvolve um tipo de pele sintética que resiste a qualquer tipo de dano. Sua cobaia é Vera, uma mulher misteriosa e instável que ele mantém em cativeiro dentro de sua casa e carrega o segredo por trás de sua obsessão. Adaptado do romance Tarântula, de Thierry Jonquet.

pelequehabito-03

A trama foca em uma relação “incestuosa”, no culto ao corpo e na fixação insana na mente de um homem. Almodóvar sabe filmar o corpo e a sensualidade de uma mulher assim como na cena de sexo clássica de Carne Trêmula. O filme se passa em Madrid, janeiro de 1970, a Espanha vive em estado de emergência ordenado por Franco. Uma prostituta tem um filho em ônibus, quando tentava chegar na maternidade. O bebê se chama Victor. Após vinte anos, Victor (Liberto Rabal) está começando sua vida adulta e tenta se encontrar com Elena (Francesca Neri), desconhecida com quem, uma semana antes, teve um fugaz encontro.

Francesca-Neri-Carne-TremulaMais uma vez, retornamos aos mesmos temas que o diretor adora trabalhar, as relações amorosas insanas envolvendo triângulos amorosos e afins. A questão da ditadura é abordada de maneira sútil, nada didático. Duas realidades revelam uma Espanha diferente por meio de dois nascimentos distintos.

movie-Carne-Trémula-Live-Flesh-pedro-almodovar-1997-www.lylybye.blogspot.com_26

que-he-hecho-yo-para-merecer-estoAlmodóvar já mostrava essas características em seus primeiros longas como em Que Fiz Eu Para Merecer Isto?  Essa comédia de humor negro retrata uma família disfuncional morando em Madrid após a queda do ditador Franco, a capital está aos cacos, crise econômica que se reflete na vida do dia a dia. Gloria é uma faxineira hipocondríaca que mata um leão por dia, vive com um taxista frustrado, sua sogra é uma mulher implicante em cada detalhe.

 Existe ainda um complô para forjar escritas de Hitler, um lagarto que se chama dinheiro e um dentista que gosta de se envolver garotos mais novos. Esses últimos dois fatores se revelam caricatos e representam o exagero negativo do diretor que é sepultado com uma criança que tem poderes no nível de Carrie: A Estranha. Talvez, a vizinha prostituta seja a única pessoa normal da história. A insanidade de Almodóvar funciona tanto para o bem quanto para o mal.

que he hecho para merecer esto3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s