ENTRE CÉU E INFERNO

High_and_Low_1

Uma companhia de sapatos, um lado rico, um lado pobre na miséria de uma sociedade capitalista japonesa, um sequestro, um neo-noir, esses são os principais ingredientes de High and Low (1963), de Akira Kurosawa. Além disso, o longa é equilibrado pela atuação de dois ícones: Toshirô Mifune e Tatsuya Nakadai.

A trama é baseada em uma obra de Ed McBain e conta a história de Kingo Gondo (Toshirô Mifune), diretor de uma fábrica de sapatos, que tem o seu filho sequestrado em um ponto crucial para o andamento dos negócios. O filho aparece e o mal-estar passa, mas logo descobrimos que o sequestro aconteceu e quem foi realmente a vítima: o filho de seu chofer.

High.And.Low.1963.1080p.BluRay.x264-CiNEFiLE.mkv_snapshot_01.08.50_[2011.08.12_14.00.44]

A partir desse momento, o protagonista – que pagaria qualquer quantia pelo seu primogênito– fica evolvido em um dilema moral se deveria pagar ou não o resgate para ajudar seu empregado, pois é o único com capital possível. A quantia exigida por eles é enorme e, com certeza, vai afetar os seus negócios.

High_and_Low_9

Kingo Gondo é um homem íntegro, com uma conduta profissional totalmente ética, assim como os samurais que Mifune está acostumado a interpretar nas telonas. A empresa em que trabalha pode sofrer uma nova administração, onde preza produtos inferiores e com um preço maior para influenciar o aumento do consumo. Sua indignação é tamanha que ele começa a rasgar os sapatos sem nenhum remorso na frente dessa nova diretoria que fica completamente indignada. Uma das maiores cenas do poderio de interpretação do ator.

highandlow2

O apartamento do personagem é onde se desenrolam a maioria das ações do primeiro ato do filme. Entre quatro paredes, Akira Kurosawa consegue criar uma atmosfera extremamente insana, o barulho do telefone é ensurdecedor a espera das negociações. Nenhum espaço é deixado de lado, a ação é contínua. O sequestro também é do expectador, enclausurado como os personagens, funciona como se fosse um espetáculo teatral.

Tudo é acompanhado de perto por Tokura (Tatsuya Nakadai), até mesmo no chão, quando as cortinas da sala são abertas a pedido do sequestrador que vê tudo o que acontece. O senso de Gondo sempre é acompanhado de suas idas a varanda para conseguir uma decisão em meio à solidão.

Uma das cenas mais antológicas fica por conta do pagamento do resgate no trem. Ninguém se espera por aonde o sequestrador irá se manifestar. O desfecho se dá na ferrovia com tudo em movimento. Após essa cena, o filme começa a se desenvolver por outro lado, onde os policiais procuram pistas para prender o culpado. O personagem de Tatsuya Nakadai faz um verdadeiro monólogo ao reunir todas as pistas com seus comandados e quando tem que lidar com a imprensa para passar informações sobre o caso.

large_high_and_low_blu-ray_8x

A Apresentação do sequestrador é outro belo trabalho de composição de Kurosawa, enquanto os policiais vão passando por todas as regiões investigando, a câmera mostra um reflexo na água até chegar ao rosto do papel do ator Tsutomu Yamazaki, seus os óculos escuros espelhados o deixam ainda mais com a presença sinistra.

A música barulhenta, o engarrafamento de carros com o som de motores e buzinas, o vai e vem das pessoas nas ruas e uma verdadeira área infernal de viciados da cidade compõem o mosaico por onde os policiais são obrigados a enfrentar a verdade. O sequestro é o mote principal do longa, entretanto o diretor consegue colocar em cena diversas polifonias com o viés ambíguo e sociológico da sociedade japonesa e capitalista.

High-Low-2

A cena final tinha tudo para ser um acerto de contas com os personagens de Toshirô Mifune e Tsutomu Yamazaki. O sequestrador é levado pelos guardas em meio à sua loucura e será que só resta Gondo a viver no céu, pois a justiça foi feita? Ou ele continua no inferno? Já que precisou recomeçar do zero em sua vida profissional. A fronteira entre o bem e o mal é pequena nessa obra-prima de Akira Kurosawa, tudo gira em função da selvageria dos tempos modernos.

81h63qSwefL._SL1500_

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s