RETROSPECTIVA HECTOR BABENCO

ironweed

19872811No ano em que o lançamento de seu primeiro longa-metragem como diretor completa 40 anos, a Cinemateca Brasileira, em parceria com a Fap – UNIFESP, celebra a obra de um dos grandes cineastas brasileiros, Hector Babenco, com uma retrospectiva que vai de 12 de fevereiro a 08 de março, e a exposição de 12 de fevereiro a 15 de março, ambas com entrada gratuita.

Nascido em Mar del Plata na Argentina, em 1946, Babenco mudou-se para o Brasil aos 19 anos e naturalizou-se brasileiro em 1977. Em 1975 lança seu primeiro longa-metragem, O rei da noite, com marcantes interpretações de Paulo José, Marília Pêra e Vic Militello. Baseado num caso policial, Lúcio Flávio, o passageiro da agonia foi um grande sucesso de bilheteria e recebeu diversos prêmios em 1977. Seu filme seguinte é uma de suas obras-primas, Pixote, a lei do mais fraco (1980), presença constante em listas de maiores filmes da década de 1980.

8436531831110Realiza em 1985, O beijo da Mulher Aranha, produção internacional falada em inglês, que recebeu o Oscar de melhor ator e o prêmio de interpretação masculina em Cannes para William Hurt e pelo qual Babenco foi indicado ao Oscar de melhor diretor. Em 1987, dirige Jack Nicholson e Meryl Streep em Ironweed, e ambos são indicados ao Oscar pelos papéis. Ambientado na região amazônica e com atores brasileiros e estrangeiros, lança Brincando nos campos do Senhor em 1990, uma coprodução entre Brasil e Estados Unidos.

Em 1998, lança Coração Iluminado, drama autobiográfico selecionado para o Festival de Cannes. Em seguida realizaria seu maior sucesso de bilheteria, Carandiru (2003), também exibido no Festival de Cannes. Em 2007, o diretor retorna a Buenos Aires para as filmagens de O passado, estrelado por Gael Garcia Bernal, no qual Babenco aparece como um projecionista de cinema. Atualmente o cineasta dirige Willem Dafoe em seu novo longa-metragem, filmado em São Paulo.

Pixote 3

Soma-se a retrospectiva dos filmes uma exposição que ilustra os momentos marcantes da carreira do diretor a partir de fotografias de cena e bastidores e de preciosidades pertencentes a várias coleções que compõem o acervo do Centro de Documentação e Pesquisa da Cinemateca Brasileira: materiais de divulgação dos filmes, cartazes, releases, roteiros, além de curiosidades como uma fotonovela de Lúcio Flávio, o passageiro da agonia, um compacto com a trilha sonora de Pixote, a lei do mais fraco, o roteiro original de Carandiru com anotações do montador do longa, Mauro Alice entre outras, além de fotos de cena e dos bastidores dos filmes.

Largo Senador Raul Cardoso, 207
Próximo ao Metrô Vila Mariana
Outras informações: (11) 3512-6111 (ramal 215)
http://www.cinemateca.gov.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s