SIMPLESMENTE RASTROS DE ÓDIO

1FF7B127-E5D2-4FE6-85C7-A1C1E73A88C6

O longa de John Ford (1956) nasceu moderno, depois se tornou um clássico, contudo tem uma força incrível e permanece mais atual a cada ano que passa. Existem muitas camadas na jornada de Ethan Edwards (John Wayne) que parte em busca de suas sobrinhas que foram raptadas pelos índios comanches.

TheSearchersLARGE

Logo na primeira cena de Rastros de Ódio, vemos a chegada de Ethan, um enquadramento que revela um personagem que rompe a harmonia da cena. Um homem que tem uma amargura em cada respiro do seu corpo, não se encaixa em lugar nenhum. Lutou na Guerra de Secessão pelo Sul, mas mesmo após três anos do fim do conflito, ele nunca se rendeu. Não consegue ser regido por nenhuma regra ou comando.

John-Wayne-in-The-SearchersTalvez, a única vez em que o protagonista poderia viver como uma pessoa normal foi ao lado de Martha (Dorothy Jordan), a esposa de seu irmão, notamos a troca de olhares e – com certeza – ela e o personagem de John Wayne tiveram uma história, hoje está enterrada. A destruição desta família pelos índios impulsiona ainda mais o ódio e o racismo de Ethan. Cavalgar nessa busca insana é o momento em que se sente a vontade, longe de tudo e todos. A possibilidade de perder suas sobrinhas é algo pode acabar com restante de humanidade desse ser errante, se já não acabou.

A cena em que Ethan corre em seu cavalo atrás de Debbie Edwards (Natalie Wood) mostra um homem querendo destruir a garota, pois ela não é mais sua sobrinha, se tornou parte dos comanches após cinco anos de convivência. A sequência é devastadora, vemos a insanidade se transformar de repente em humanidade. A porta que recebe o personagem no início do filme se fecha e permanece o enigma em volta de Ethan Edwards, um homem a esmo.

screen-shot-2012-05-28-at-11-15-21-am

A dupla de críticos Joseph McBride e Michael Wilmington também falou de um dos maiores filmes de todos os tempos:

07_the_searchers__Blu-ray

“O encontro de Ethan e Debbie, no clímax, ocorre numa caverna semelhante à que ele, anos antes, encontrara o corpo de Lucy. Ele a segura com força pelos ombros e a levanta – o primeiro contato físico em anos -, e, ainda segurando-a, de repente repousa em seus braços. Ele diz suavemente: “Vamos para casa, Debbie”. Não é apenas o contato físico que impede Ethan de matar o que sobrou de sua família; há também uma percepção das profundas memórias trazidas à tona em sua consciência no momento em que ele a toca. O ato de erguê-la, que parece quase involuntário, lembra o instante em que ele ergueu Debbie quando criança, em sua casa, anos antes. Desaparece agora seu ódio provocado pela consciência de que ela dormiu com um homem que violou a mulher que Ethan amava; desaparecem os anos em que ela mais existia para ele como sangue de seu sangue, mas apenas como esposa de Scar. A proximidade da câmera a seu ato de escapar Scar é vital. Quando Ethan, em sue cavalo, sai do abrigo segurando o escalpo em uma das mãos, nós não vemos o corpo de Scar. Vemos apenas a expressão em sua face, quase idêntica, à que estampava seu rosto quando ele observava a casa em chamas, uma face purgada de toda a paixão. Ethan persegue Debbie mias por reflexo (este é o momento em que ele vinha se fortalecendo há anos) do que por qualquer ódio ou pretensão de matá-la. Uma memória mais profunda e tribal o libertou de suas lembranças de Martha.

182_2_large

No final, a simbólica sublimação do vermelho ao branco se dá quando Martin aceita Laurie e a família abraça Debbie, ainda vestida em trajes indígenas, no alpendre de sua casa. E é então que, diante do lar da família Jorgenson, Ethan, que parece prestes a ingressar para adentro (o futuro), deixa que o jovem casal passe por ele e, por fim, volta-se para “vagar para sempre entre os ventos”, como seu inimigo indígena. Scar e Ethan, irmãos de sangue em seu comprometimento à justiça primitiva, sacrificaram-se para tornar a civilização possível. Este é o significado da porta abrindo-se e fechando-se diante do território selvagem. É a história da América.”

To match feature ARTS WAYNE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s