DILIGÊNCIA DE JOHN FORD PT 5

LxglMRXik2o9MCO ANO DE 1939: AO RUFAR DOS TAMBORES

John Ford fez centenas de filmes, tinha um processo de filmagem onde era possível fazer várias produções durante um ano. Desde que começou em 1917, tinha uma ampla preferência por westerns, quando ainda era chamado de Jack Ford. A década de 30 trouxe uma grande maturidade na concepção de suas obras.

Em especial está o ano de 1939, onde o cineasta realizou três filmes que merecem destaque em sua extensa filmografia: Ao Rufar dos Tambores (Drums Along the Mohawk, 1939), A Mocidade de Lincoln (Young Mr. Lincoln, 1939) e No Tempo das Diligências (Stagecoach, 1939).

Ao Rufar dos Tambores (Drums Along the Mohawk, 1939)Em 1776, o jovem casal Magdelana Borst (Claudette Colbert) e Gilbert Martin (Henry Fonda) se casa e decide viver em uma pequena fazenda no Mohawk Valley. A esperança de paz acaba quando explode a Revolução Americana e a fazenda é invadida por índios e ingleses.

SY1Ve3HAcostumado a nos colocar diante de cenários oriundos da Guerra de Secessão, o diretor se apropria de uma trama pré-western ao colocar o mundo da aristocracia e a demarcação de fronteiras em seu primeiro longa em cores.

Magdelana vem da civilização aristocrata, acostumada com o luxo do bom e do melhor e se revela chocada com a realidade dura a sua frente. Quando se depara com um índio o seu grito de pânico é uma areação bem próxima de Lucy Edwards que também percebe o perigo em Rastros de Ódio (The Searchers, 1956).

P5OIdtCCom os ataques, juntamente com outros colonos do vale, os protagonistas vão para um forte próximo, de onde assistem os índios devastarem suas fazendas e cabanas. Sarah McKlennar (Edna May Oliver), uma senhora viúva com uma grande fazenda, ajuda o casal a se reerguer em meio às complicações. A personagem é também uma das principais responsáveis pelo alívio cômico da trama.

1PeXeYAO longa é um guia para obra de Ford, pois todo o esforço da revolução para a independência americana estaria demarcada em outras de suas produções. A colonização e a jornada rumo ao Oeste em busca de conquistar terras e uma nova vida são situações recorrentes nos faroestes do diretor.

Continua com A Mocidade de Lincoln (Young Mr. Lincoln, 1939).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s